Remoção de Tatuagens

Muitas pessoas fazem uma tatuagem no embalo da adolescência, geralmente por um sinônimo de rebeldia contra os preconceitos dos pais com relação às tatuagens no corpo, já que as mesmas, sempre foram vistas pelos preconceituosos como marca de foras da lei, drogados, prostitutas e etc.

E, depois de arrepender-se da decisão tomada, vem à questão: o que fazer para removê-la?

Cabe lembrar que o custo é muito alto para remover uma tatuagem, igualmente tende a ser maior do que o preço de ter a tatuagem aplicada. Algumas tatuagens, para serem removidas, custam muito acima de mil dólares, por exemplo, tudo depende do tamanho, da complexidade do desenho e das cores empregadas. São pouquíssimas as cores que são fáceis de serem removidas da pele de uma pessoa, quanto menos cores, mais fácil e mais barato a remoção do desenho.

Quanto à localização da tatuagem também é outro problema sério, pois as tatuagens que localizam em regiões do corpo como nos braços, pés, mãos, tendem a ser mais difíceis e complicadas de serem removidas.

Métodos antigos de remoção de tatuagens envolveram a aplicação de produtos químicos como ácido sulfúrico de fenol. Métodos ligeiramente mais refinados de remoção de tatuagens incluíram abrasão com sal, criocirurgia, dermabrasão, eletrocoagulação, e a utilização de um coagulador infravermelho.

Todos estes procedimentos deixam cicatrizes significativas e, na maioria dos casos, a dor da remoção da tatuagem parece muito pior do que a própria tatuagem. Métodos cirúrgicos convencionais foram utilizados para tratar tatuagens, no entanto, seu uso é limitado à remoção de pequenas tatuagens. Remoção cirúrgica de tatuagens grandes normalmente produz resultados desastrosos e, portanto, essa técnica foi abandonada pela maioria dos cirurgiões plásticos.

Cover-up

Outra forma de remover uma tatuagem é a técnica denominada de cover-up, ou seja, cobrir a tatuagem antiga por outra com forma, desenho e cores diferentes. Mas, mesmo essa técnica possui limitações, pois o tatuador precisa analisar o desenho existente e o que vai ser sobreposto e, se há possibilidade e viabilidade técnica de cobertura sem deixar remanescente da tatuagem anterior.

Segundo o Dermatologista Jeffrey Orringer 20 % das pessoas com tatuagens querem removê-las, sendo a razão mais comum, a remoção de um nome de alguém que já não faz mais parte na vida do paciente.

Remoção a Laser

Atualmente, o processo de remoção de tatuagens mais utilizado é a remoção a laser, mas é preciso, tomarmos muito cuidado pois da mesma forma que existem bons e maus tatuadores, também existem clínicas boas e clínicas ruins para removê-las.

Técnicas de remoção de tatuagens a laser mais recentes podem eliminar tatuagens com efeitos colaterais mínimos.

Os raios lasers trabalham produzindo um comprimento de onda de luz que ultrapassa as camadas superiores da pele para seletivamente ser absorvido pela tinta. Esta energia laser faz com que a tinta de tatuagens de dividir em partículas menores que, em seguida, são removidas pelos sistemas de filtragem natural de body’s, sem prejudicar a pele circundante. Ele pode remover tatuagens profissionais, amadoras, traumáticas e cirúrgicas.

Dependendo da localização da tatuagem e o limiar da dor, para o paciente, o médico pode optar por usar alguma forma de anestesia. Após o tratamento, a área onde foi aplicado o laser o paciente sentirá uma dor semelhante queimadura solar.

O tempo que se leva para remover uma tatuagem a laser depende do tamanho e das cores utilizadas na tatuagem. As sessões demoram de 15 a 30 minutos, sendo necessárias de 6 a 15 sessões com um intervalo de aproximadamente 30 dias, entre uma aplicação e outra, o que significa que uma tatuagem de tamanho pequeno levará em torno de um ano para ser removida.

Além disso, o custo desse tipo de tratamento é caríssimo, girando em torno de R$ 60,00 a cada 2 cm quadrados.

Curtiu?